quinta-feira, maio 05, 2011

Amiga Frescurite #2





"Não fico uma semana sem fazer as unhas, fato. Adoro colecionar esmaltes, especialmente cores quentes, sempre cremosas. Quando vou ao salão, sempre levo meu esmalte, tamanho o ar de exclusividade hahaha, enfim. Os esmaltes vermelhos são meus preferidos. Sou morena e não tenho preconceito com as tonalidades, vou do vermelho mais fechado ao mais aberto sem preocupação, especialmente no verão, quando as cores mais abertas ganham espaço na minha palete.

Com a chegada do outono/inverno 2011, decidi mudar de tom. Penso que as cores que ganham as ruas em casados, blusas também podem colorir as unhas. Por esse motivo, tenho procurado cores com tons mais para preto e cinza. Até os esmaltes metálicos que eu não arriscava estão entrando na minha lista (a coleção da Isabeli Fontana para a Risqué, por exemplo, traz esmaltes belíssimos como o Tattoo e Rock n' Roll que puxam para o cinza e preto), mas ainda assim não havia encontrado o cinza que queria tanto para colorir minhas unhas.

Cheguei a esperimentar o Tubinho, da Risqué, que é um cinza fosco, mas é mais clarinho e o fosco não me agradou. Nas visitas que faço a essas casas de cosméticos, porém, encontrei um esmalte que até então desconhecia a marca, mas que chegou ao tom que eu esperava: O Cortininha, da marca Elke, da Elke Maravilha, me surpreendeu. Cinza belíssimo, precinho camarada (média de R$2,00), secagem rápida, cremoso e que não perde o brilho fácil. Usei a semana inteira e praticamente não descascou (trabalho com computador e digitando diariamente sabe como é, né? as pontinhas sempre descascam). Essa foi a cor mais escura que encontrei da coleção da Elke que atende meu interesse no momento, mas recomendo para quem gosta de sair do padrão vermelho e ousar com cores mais escuras, bem cara de outono/inverno"



Esse foi o texto que minha amiga Manu preparou pra falar do esmaltinho que ela tava usando.
Cade as fotos de vcs, queridas leitoras???
To esperando pra proxima quinta, hein?!
Bjs